Desafios do mercado de bens de consumo

A tecnologia tem influenciado o comportamento do consumidor no momento de comprar seus alimentos nos mercados. Praticidade e agilidade é o que o cliente espera em todas as etapas de compra, seja no on ou offline. Entretanto, quando falamos de bens de consumo perecíveis, os varejistas encontram diversos desafios que devem ser estudados e adaptados à necessidade do seu público.

Neste texto vamos abordar mais sobre Unified commerce for grocery, que consiste em oferecer uma única e excelente experiência de compra de produtos perecíveis eficaz por meio de todos os canais de venda, inclusive os digitais.

Sabemos que este é um constante desafio dos varejistas deste setor e no Brasil são poucas as corporações que oferecem este serviço, mostrando que ainda existem obstáculos na área de negócios, operações e tecnologia que precisam ser superados o mais rápido possível.

Desafios do mercado atual:

Experiência do usuário:

Talvez este ponto seja um dos mais complexos, proporcionar ao consumidor final (B2C) a melhor experiência. Os compradores de produtos online esperam sempre uma grande eficiência na entrega e principalmente na qualidade da sua compra. Para o mercado de produtos perecíveis tudo deve ser rápido, desde a produção até a entrega e no mercado atual este requisito é uma pedra no sapato de qualquer loja.

Sistema de entregas:

A entrega é um elemento indispensável quando se deseja uma boa performance, e possuir um bom sistema de dados que filtre todos os seus pedidos não significa que sua loja está à frente das outras. Entretanto, possuir um serviço customizado de acordo com o preço de cada compra, localidade de cada endereço pode proporcionar um serviço diferenciado para o cliente.

Podemos ver que não é fácil “fazer acontecer” no mercado digital e, principalmente, no setor de supermercados. Este mercado ainda tem muito o que melhorar em nosso país.

No mundo diversos países já atuam com grande experiência omnichannel no grocery. Abaixo descrevemos alguns países em destaque:

China (50,9 bilhões): Em primeiro lugar temos a China, que possui uma assustadora margem de lucro de 50 bilhões de dólares ao ano.

  • Estados Unidos (23,9 bilhões): O segundo país com o maior lucro no mercado é os Estados Unidos, que tem uma média de lucro de 16 milhões desde 2015, representando 2,4% do volume total do mercado.

  • Japão (23,9 bilhões): Completando o pódio, temos o Japão que movimenta cerca de 23,9 bilhões de dólares no setor de comércio digital

Apesar dos desafios, o setor de varejo pode ser um dos mais lucráveis do país e gerar receitas surpreendentes. No entanto temos que pensar na necessidade de crescimento do mercado de bens de consumo. Segundo uma pesquisa realizada pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), dentre as 500 maiores redes de supermercado apenas 6% possuem E-commerce, o que não significa que estas empresas estejam prontas para vender produtos perecíveis.